A importância de saber agendar bem os seus Fast Pass

POST ATUALIZADO EM 26/02/2020

 

E aí, pessoal. Tudo bem?

No post de hoje, vamos falar sobre a importância de agendar os Fast Pass para os parques Disney corretamente.

Como todos já sabem, os Fast Pass são o “fura-fila” oferecido gratuitamente pela Disney para todos os visitantes de seus parques.

Se você ainda não sabia disso é porque precisa se familiarizar melhor com o assunto. Recomendamos fortemente que leia este post aqui, onde explicamos tudo sobre este tema.

 

IMG_2215

 

Independente de ser hóspede dos hotéis da Disney ou não, todos têm direito a agendar antecipadamente 3 Fast Pass.

Hóspedes de hotéis localizados dentro do Complexo Disney podem agendar com 60 dias de antecedência à data do Check In no hotel. O sistema permite agendar para todos os dias da viagem de uma única vez.

Já os hóspedes de hotéis localizados fora do Complexo Disney podem agendar com 30 dias de antecedência. Outra diferença é que o sistema não permite agendar para todos os dias da viagem de uma única vez. Ele vai permitindo os agendamentos sempre nos exatos 30 dias de antecedência a cada visita aos parques.

Quanto mais perto da data de abertura do sistema você agendar, melhor, pois assim, garante que conseguirá disponibilidade nas atrações mais cheias dos parques e em horários bons. Quanto mais demorar para realizar os agendamentos, pior, pois sobrarão apenas as atrações que não costumam ficar tão cheias assim e nos piores horários possíveis. O sistema libera os agendamentos dentro dos prazos citados acima, exatamente às 07h da manhã de Orlando.

Mas, independente da data em que você sentar para agendar seus Fast Pass ainda no Brasil, seja com 60 dias, 30 dias ou então bem perto de embarcar para Orlando, o que você precisa prestar bastante atenção é o seguinte:

 

1) Não marque seus Fast Pass para atrações que NÃO são concorridas

Faça uma pesquisa sobre quais são as atrações mais concorridas dos parques. Você só pode agendar 3 Fast Pass com antecedência, portanto, deve ter muito cuidado na escolha das atrações para não haver “desperdício”, ou seja, usar um destes Fast Pass (ou todos) em atrações que não costumam ter filas muito grandes.

Exemplos simples de atrações deste tipo são:

 

– Shows noturnos – É muito tranquilo chegar aos locais onde acontecem os shows com cerca de 1h/40 minutos de antecedência para guardar um bom lugar. Todos costumam sentar no chão, fazer revezamento com alguém da família para visitar as lojinhas próximas, tomar um sorvete, lanchar sentados no chão mesmo ou apenas fazer o “People Watch”, que é ficar olhando as pessoas passeando pelo parque. Em nossa opinião, esperar este tempo todo pelo show não é nada sacrificante, mas sim, um merecido descanso no fim do dia, antes do glorioso encerramento. Quem agenda Fast Pass para os shows noturnos, ainda assim tem que chegar com ao menos 40 minutos de antecedência ao local do show, pois os Fast Pass para eles não possuem assentos marcados, mas sim, áreas reservadas. Então, você vai ter que chegar cedo de qualquer maneira se quiser pegar um bom lugar. Portanto, se é para chegar cedo do mesmo jeito, por que desperdiçar um Fast Pass com isso? Chega logo com 1h de antecedência e usa o Fast Pass em uma atração em que você ficaria cerca de 1h e meia em pé na fila! 🙂 Neste vídeo mostramos como funciona na prática, veja:

 

 

– Musicais – Atrações como Festival of the Lion King e Finding Nemo the Musical (Animal Kingdom), Beauty and the Beast Live on Stage e Indiana Jones Epic Stunt (Hollywood Studios), dentre outros, são apresentados em enormes teatros, onde a entrada dos espectadores é feita “em massa”, digamos assim. Todos entram juntos e, para pegar um bom lugar, basta chegar com cerca de 30 minutos de antecedência. Em nossa opinião, agendar Fast Pass para atrações deste tipo é um grande desperdício, pois ficar cerca de 30 minutos aguardando pelo próximo show não é tão sacrificante quanto ficar esperando cerca de 1h e meia para andar em uma montanha-russa, por exemplo. Aqui, vale uma exceção: se a sua viagem não é focada em atrações radicais, você acabará tendo que agendar Fast Pass para alguns musicais, visto que são as atrações em que acabará focando sua visita.

 

DSCN3052

 

– Atrações consideradas como ultrapassadas – há diversas atrações nos parques que já não atraem tanto o público assim. Elas foram construídas para a inauguração dos parques, lááá nos anos 70, e hoje, já são consideradas como ultrapassadas por diversos motivos. Tecnologia defasada, temas que já não fazem mais sucesso entre a garotada e falta de adrenalina são exemplos do que fazem os visitantes deixarem de ir nestas atrações. Com isso, o tempo de fila para elas é mínimo. Já imaginou desperdiçar Fast Pass com atrações que possuem apenas cerca de 5 minutos de fila? É o tempo apenas de percorrer todo o trajeto da fila e sentar no assento. É muito rápido! Exemplos de atrações deste tipo são a Muppet Vision 3D (Hollywood Studios), Journey into Imagination with Figment (Epcot), dentre outras.

 

DSCN3045

 

2) Localização das atrações

Ninguém quer ficar “andando igual barata tonta nos parques”, não é mesmo? Isso só faz cansar e perder tempo. Lembre-se do que sempre falamos por aqui ou nos nossos vídeos no Youtube: esta é uma viagem extremamente cansativa e o tempo é o seu bem mais precioso. Portanto, antes de iniciar os agendamentos de Fast Pass, pegue o mapa do parque e estude onde as atrações ficam.

Recentemente, tivemos um caso de um cliente que agendou Jungle Cruise às 10h, Space Mountain às 11h e Splash Mountain às 12h. Quem já conhece os parques sabe que é uma contra-mão danada! O Jungle Cruise e a Splash Mountain ficam bem perto uma da outra e, para chegar até à Space Mountain, é preciso andar uma distância considerável. Ou seja, neste caso, a pessoa teria que sair do ponto onde ela está (que já é perto de onde ela tem Fast Pass agendado para logo logo), percorrer uma distância considerável para chegar até o segundo Fast Pass e depois, voltar tuuudo de novo, para usar o terceiro Fast Pass pertinho de onde ela estava inicialmente. Perda de tempo e mais KM andados à toa.

Estude o mapa do parque e selecione as atrações por região e de acordo com a rota que está seguindo. Exemplo: Splash Mountain e Big Thunder Mountain ficam uma ao lado da outra e para ambas é recomendado o uso do Fast Pass. Portanto, se agendar para uma às 10:30h e para outra às 11:35h, você consegue usar 2 Fast Pass seguidamente, otimizando o tempo. Mas como se tem um intervalo de 1h entre eles, Rebeca? Essa é a dica do próximo tópico. 😉

 

3) Horários recomendados

É permitido entrar na atração em que há Fast Pass agendado dentro do intervalo de 1h (exceto shows e teatros, que possuem um intervalo menor). Ou seja, se você tem Fast Pass agendado para a Splash Mountain das 10:30h às 11:30h, dentro deste intervalo de 1h você pode entrar a qualquer momento nesta atração sem pegar fila uma única vez. Se você seguiu as dicas dos dois tópicos acima, sabe que ao lado da Splash Mountain fica a Big Thunder Mountain e que ambas são extremamente cheias. Portanto, que tal usar um Fast Pass seguido do outro e “matar” logo estas duas atrações em apenas 30 minutos do dia?

Agendando o Fast Pass da Splash Mountain das 10:30h às 11:30h, é possível entrar na Splash por volta das 11:15h e, ao sair, já entrar direto na Big Thunder Mountain, pois já estará dentro do novo intervalo de 1h. Assim, você otimiza seu tempo no parque e não fica andando igual a um louco pra lá e pra cá. 😉

Além de estudar a localização das atrações, para saber qual rota vai seguir, estudar os horários nos quais vai agendar os Fast Pass também é muito importante, se não, você põe tudo por água abaixo…

 

DSCN2822

 

Muitas pessoas nos perguntam sobre os Fast Pass Bonus, que são aqueles que podemos agendar após utilizar os 3 marcados inicialmente. Depois que os 3 Fast Pass iniciais forem utilizados, é permitido agendar o quarto Fast Pass. Depois que este quarto Fast Pass for usado, é permitido agendar o quinto. E assim por diante.

Sim, eles funcionam, porém, sempre teclamos na mesma tecla: não crie muita expectativa quanto a eles. Em nossa opinião, eles são “a sobra” dos Fast Pass, então, é comum o sistema disponibilizar vaga em atrações que não necessitam de Fast Pass, pois não são tão concorridas assim, ou em horários beeem ruins, como no momento de shows e paradas ou até mesmo bem próximo do horário de fechamento do parque.

O mundo ideal é ter os 3 Fast Pass iniciais marcados para os horários mais cedo possível para que, então, o sistema libere novos Fast Pass o quanto antes, enquanto você estiver aproveitando o parque. A teoria é linda demais: agendar os 3 Fast Pass iniciais para antes do meio-dia e depois do almoço ir pegando novos Fast Pass através do aplicativo My Disney Experience. 

Porém, na prática, nem sempre se consegue agendar os 3 Fast Pass iniciais para os primeiros horários do dia, especialmente quando se é hóspede de hotel localizado fora do Complexo Disney. Diariamente, vemos isso acontecer com os agendamentos do Magic Kingdom, por exemplo. Mira-se no alvo certo, mas nem sempre é possível acertá-lo. Exemplo: tentativa de agendar Space Mountain às 09h, Splash Mountain às 10h e Big Thunder Mountain às 11h. Muitas vezes, mesmo estando a postos no sistema exatamente no prazo dos 30 dias de antecedência e exatamente às 07h da manhã de Orlando, já não se encontra mais vagas na Big Thunder na parte da manhã. E aí, isso muda toda a estratégia de agendamento. É muito comum isso acontecer, por isso, dizemos que agendar Fast Pass é uma caixinha de surpresa. Você só vai saber o que acontecerá na hora de agendá-los.

Se os Fast Pass agendados assim que o sistema libera os agendamentos já são uma caixinha de surpresa e, muitas vezes, difíceis de conseguir vaga para quem não é hóspede de hotel Disney, imagina os que são pegos na hora?

Pensa conosco: tem o pessoal que agenda com 60 dias (hóspedes de hotéis Disney – eles são os que saem na vantagem SEMPRE). Depois, o pessoal que agenda com 30 dias. Depois, quem agenda faltando menos de 30 dias para a visita ao parque. Depois, quem agenda no dia que chega ao parque pela manhã cedo. E por último, os Fast Pass Bonus. Ou seja, eles são a xepa dos Fast Pass!

Você pode conseguir algo bom na hora? Pode! Nada é impossível e, muitas vezes, quem persiste até acaba conseguindo uma atração boa ou outra. Nós mesmos já conseguimos pegar para Slinky Dog Dash no dia, após usar os 3 Fast Pass iniciais. Porém, aqui a gente gosta de trabalhar com base no que acontece na prática e na grande maioria dos casos, e não nas exceções.

Há pessoas que querem agendar os 3 Fast Pass iniciais para a parte da manhã, pois assim, conseguem agendar na tarde os Bonus. Porém, para fazer isso, você precisará abrir mão de “fazer o parque redondinho”, como chamamos, ou seja, visitar o parque de uma forma em que não é preciso cruzar longas distâncias e ficar indo e voltando no mesmo lugar por diversas vezes. Lembre-se: as atrações concorridas, muitas vezes, ficam em áreas distintas dos parques, e não necessariamente uma ao lado da outra… Os cerca de 15km andados por dia podem ultrapassar a marca dos 20km se o seu dia não for bem planejado e se seus Fast Pass não forem marcados com sabedoria, pensando em uma rota estratégica para seguir a fim de evitar ao máximo o cansaço.

 

Walt Disney World Photo Gallery Disc

 

Resolvemos fazer este post para ressaltar a importância de fazer os agendamentos corretamente.

Fazemos agendamento de Fast Pass TODOS OS DIAS para nossos clientes e vemos muita gente querendo agendar Fast Pass considerados como ruins, desperdiçando um ótimo benefício que a Disney oferece.

Imagina a decepção: chegar todo empolgado para usar o Fast Pass e ver que a atração está apenas com 5 minutos de fila… Depois, chegar na fila de outra atração e ver que o tempo de espera está de cerca de 1h e meia e não ter Fast Pass agendado para ela. Isso é frustrante…

Por isso, pesquise. Pesquise antes de se empolgar com os agendamentos. Estude o mapa do parque. Estude qual rota você vai fazer dentro de cada parque. Estude se aquela atração que você pensou em marcar dá para seus filhos entrarem por causa da altura. São vários pontos que precisam ser analisados.

 

13501982_1025506650819215_6315075562527491676_n

 

Conforme mencionamos antes, nós agendamos Fast Pass para nossos clientes todos os dias. Todos que compram ingressos conosco em nossa loja online, têm seus Fast Pass agendados como cortesia pela nossa equipe.

Caso você não tenha adquirido seus ingressos conosco e vai agendar seus Fast Pass sozinho, não tem problema. Nosso Guia Digital Rumo a Orlando Direto ao Ponto pode lhe ajudar. Nele, você vai saber certinho qual rota a seguir dentro de cada parque e qual atração/horário agendar com base nesta rota.

E se você não se encaixar em nenhuma das  opções acima, pesquise. Pesquise muito para não fazer burrada! Sua viagem é muito especial e você investiu muito dinheiro nela! 😉

 

Até o próximo post!

 
 

Se você é um dos viajantes dos próximos meses e ainda não fez seu roteiro de viagem, conheça o Guia Virtual Rumo a Orlando Direto ao Ponto clicando aqui.

Temos certeza que ele ajudará bastante na sua viagem, pois tem 23 dias de programação sugerida, passo a passo e indicações de agendamento de Fast Pass, guia de GPS completo com endereços, sugestões de locais para compras e restaurantes, rota a seguir dentro dos parques e diversas dicas importantes para uma viagem internacional.

 

Star Tours

 
 

Para ser avisado quando um novo post aqui no Blog for ao ar, assine gratuitamente nossa Newsletter clicando aqui.

 

Veja o que o Rumo a Orlando pode oferecer de serviços para a sua viagem:

 

 
 

4 thoughts on “A importância de saber agendar bem os seus Fast Pass

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido.